Pé de Serra - BA

População: 14.788 habitantes (2009)

Gentílico: pé-de-serrense

Área da unidade territorial (Km²): 558

Bioma: Caatinga

Localização e Geografia:

Pé de Serra é um município da Bacia do Jacuípe fica localizado a 174 km de Salvador numa alitude de 286 metros. Os limites do município são com os municípios de Riachão do Jacuípe, Ipirá, Nova Fátima e Capela do Alto Alegre. A cidade de Pé de Serra se localiza nas encostas da Serra do Leão, no entanto, fica entre as duas principais serras, a do Leão (foto: Censon Lima), conforme dito e a Serra do Bugio.

Rios e riachos:

Pé de Serra está localizada junto à bacia do Rio Jacuípe, tendo as sub-bacias do Rio Sacraiú e diversos riachos espalhados pelo município como o Riacho da Pedra Branca.

Clima

O clima de Pé de Serra é tropical semiárido, com temperaturas acima de 30 graus centígrados e seu índice pluviométrico é de cerca de 600 mm anuais, concentrados principalmente nos meses de dezembro a fevereiro. Tem invernos de pouca duração no mês de junho e as demais estações com temperaturas muito altas. O município está totalmente inserido no denominado “Polígono das Secas”, por isso sofre constantemente longos períodos de estiagem ou escassez de chuvas.

Potenciais Turísticos:

No início do ano, logo no dia 6 de janeiro, é comemorada a festa de vaqueiros e fazendeiros, com participação maciça da população local e de turistas, muitos atraídos pelos shows musicais e outros tantos pelo encanto do aboio vaqueiro, pelas corridas, pelos concursos de marcha e desfiles.

Em março, pela comemoração do aniversário do município, há visitas movidos pelo interesse na já tradicional e emocionante maratona, onde ocorre desfile cívico.

Na páscoa, a cidade muda. As pessoas ficam mais próximas e solidárias. Há uma tradição muito forte de na sexta-feira da paixão subirem-se aos cruzeiros que ficam na Serra do Leão e em alguns montes que rodeiam a cidade. Além disso, subir tanto na Serra do Leão, como no Monte Belo, é um ato de muita adrenalina e contato com a natureza esuberante do serrado. Por isso centenas de pessoas fazem essa “peregrinação” todos os anos. É também nesta época que geralmente ocorre a Micareta de Pé de Serra, denominada “Pascareta”.

No sábado de páscoa, pela tarde, a Charanga faz a famosa lavagem, arrastando uma multidão eufórica pelas ruas da cidade, dançando ao som dos sambas-de-lavagem, marchinhas de carnaval e outras melodias. Pela noite, finalmente, há a queima do “Judas” em praça pública. Esse espetáculo é uma atração a parte para os turistas, pois não é apenas uma queima de fogos, é uma explosão de alegria motivada pela fascinação da arte pirotécnica. Mas antes de queima do Judas faz-se a leitura de seu testamento, que é uma crônica dos principais fatos e personagens que marcaram no último ano.

Os festejos juninos são as principais manifestações culturais do município atraindo turistas de todo o país. A comemoração junina é por muitos aguardada com muita expectativa, vez que é uma data em que o espírito da cidade se engradece, a alegria e a descontração toma conta das pessoas que dançam muito forró “pé de serra” e aproveitam a culinária típica. A praça principal da cidade fica pequena para tanta gente, mas, incrivelmente, sempre há lugar para mais uma.

Principais atividades econômicas

A Prefeitura e o INSS são os principais responsáveis pela injeção de recursos na economia do município. De um lado os servidores públicos municipais e do outro os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional da Seguridade Social, são fontes certas de recursos financeiros mensais para a economia do município.

Vegetação de Pé de Serra, ao fundo está a serra do Boqueirão.

A atividade econômica do município, todavia, baseia-se principalmente na agricultura e pecuária. Na pecuária destacam-se a criação de bovinos, ovinos, suínos e caprinos, além dos rebanhos de eqüinos, asininos e muares. No município há também algumas granjas, onde os frangos são exportados para outros municípios.

A pecuária leiteira do município também contribui para o desenvolvimento fabrícos (laticínios) que produzem desde o tradicional requeijão até o iogurte, além da crescente especialização na produção de queijo. Essa produção, em sua maioria, é comercializada nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Camaçari e Juazeiro, todos na Bahia.

Na agricultura é cultivado principalmente o sisal (também conhecido como agave), o feijão, o milho e a mandioca, além de legumes e verduras. No entanto, as plantações estão cada vez mais escassas na zona rural do município, haja vista a franca expansão dos rebanhos. Há também a extração vegetal e silvicultura, onde destaca-se o umbu e a lenha.

No ramo industrial, destaca-se as padarias e confeitarias, e fábrica de calçados.

Histórico:

Pé de Serra foi emancipado em 20 de março de 1985.

Principais manifestações culturais:

A religião predominante em Pé de Serra é a Católica Romana, mas a presença de outras religiões já é visível, principalmente a Evangélica. O lado cultural pé-de-serrense, destaca-se a orquestra filarmônica Associação Comunitária e Musical Lira 6 de Agosto, além das comemorações que acontecem no município, como a vaquejada, Corpus Christi, São João e 7 de setembro.

Algumas tradições são mantidas no município, como a confecção de tapetes nas ruas do centro da cidade no dia de Corpus Christi, queima do Judas no sábado de Aleluia e a subida na serra na sexta-feira da paixão.

Na cidade ainda não há centros culturais, tal como teatros, cinemas, galerias de artes, museus, mas tem alguns bares e instituições de ensino, além do Acups (Associação Cultural de Pé de Serra).

A Igreja Matriz, o Brejo do Pé da Serra e uma pequena capela situada no Monte Belo podem ser consideradas monumentos da cidade.